Tomar - Bons Sons tem cartaz completo, 50 concertos e novos palcos - Circo Natureza

17/04/2019

Tomar - Bons Sons tem cartaz completo, 50 concertos e novos palcos

O Bons Sons revelou esta terça-feira o cartaz do festival que celebra 13 anos e 10 edições levando o melhor da música portuguesa à aldeia de Cem Soldos, em Tomar, entre 8 e 11 de Agosto.

O festival contará este ano com 50 concertos espalhados pelos 10 palcos, mais dois que na edição anterior e aos quais foram atribuídos os nomes de António Variações e Carlos Paredes.

O primeiro momento de celebração desta décima edição, a 8 de agosto, acontecerá ao som da Orquestra Filarmónica Gafanhense, que ficou incumbida de escolher um tema de um música ou banda presente em cada uma das edições do festival (as nove anteriores e a atual).

As 13 bandas que comemorarão os 13 anos de Bons Sons com concertos serão todas repetentes no festival. Para o grupo de 13 que se pretende que espelhe os cartazes das nove edições anteriores foram convidados os Diabo na Cruz, que atuarão a solo, e um conjunto de duplas que se juntaram propositadamente para o festival, nomeadamente First Breath After Coma com Noiserv, Glockenwise com JP Simões, Joana Espadinha com Benjamim, Lodo com Peixe, Sensible Soccers com Tiago Sami Pereira e Sopa da Pedra com Joana Gama.

Até à “grande festa” que a organização promete para o concerto de encerramento, com Moullinex, passarão pelos 10 palcos da aldeia Tiago Bettencourt, Júlio Pereira, Luísa Sobral, Helder Moutinho, Budda Power Blues & Maria João, Dino D'Santiago, Pop Dell'Arte, X-Wife, Três Tristes Tigres, Stereossauro, DJ Ride, Fogo Fogo, Scúru Fitchádu, Paraguaii, Baleia Baleia Baleia, Tape Junk, Miramar, Pedro Mafama, Senza, Afonso Cabral, Ricardo Toscano e João Paulo Esteves da Silva, Raquel Ralha & Pedro Renato, Jorge da Rocha, Mano a Mano, Sallim, Galo Cant'Às Duas, Tiago Francisquinho, Gator, The Alligator, Cosmic Mass, Francisco Sale, Rui Souza, Valente Maio, Ricardo Leitão Pedro, DJ Narciso, DJ João Melgueira, Carlos Batista, Vénus Matina, Mil Folhas, Telma, Cal, Adélia, Pequenas Espigas e Vozes Tradicionais Femininas.

O festival mantém as parcerias com o Materiais Diversos e o Curtas em Flagrante que levarão ao Auditório Agostinho da Silva espectáculos de dança, teatro e uma selecção de curtas-metragens ainda a anunciar.

Menos público (com a lotação reduzida de 40 mil para 35 mil pessoas), e, pela primeira vez, com um hospital de campanha, a organização aposta também na segurança da aldeia que, entre 8 e 11 de Agosto, se transforma no recinto do festival.

Sem comentários: