Abrantes - Francisco Goulão é guia em percurso artístico pelos mitos urbanos - Circo Natureza

29/04/2019

Abrantes - Francisco Goulão é guia em percurso artístico pelos mitos urbanos


"Abrantes que já cá não moura" é o nome do percurso artístico com Francisco Goulão, que terá lugar no dia 4 de maio, às 18 horas, no Castelo/Fortaleza.

Num regresso à cidade onde viveu a infância e adolescência, Francisco Goulão descobriu que era desconhecido para ele o passado da notável “vila de Abrantes”. A partir daí, percebeu que o caminho que queria seguir teria de passar por trazer à tona a origem de mitos urbanos que viveram na sua memória durante anos, levando-o a fantasiar sobre coisas que nunca existiram. Em "Abrantes já cá não moura", o artista pretende fazer o percurso até à origem de muitos desses mitos e, quem sabe, tornar-se nascente de novas lendas que corram depois por esses anos fora.

Francisco Goulão nasceu em Lisboa em 1986, cresceu em Abrantes onde participou em alguns espetáculos do grupo de teatro Palha de Abrantes, estreando-se com o espetáculo "Sapateira Prodigiosa" de Frederico Garcia Lorca. Em 2004 foi estudar para Lisboa, passou pelo grupo universitário 2.ª circular da Escola Superior de Comunicação Social, onde trabalhou com Joana Craveiro. No ano seguinte é admitido no curso de Teatro da Escola Superior de Teatro e Cinema. Em 2009 estuda com Augusto Fernandes em Buenos Aires, Argentina e em 2010 estreia-se profissionalmente num espetáculo de Miguel Loureiro e André Guedes, "Como Rebolar alegremente sobre um vazio exterior", no âmbito do festival Alkantara. Entre 2010 e 2013 vive em Madrid onde participou em séries de TV como: "Águia Vermelha" e "O Tempo entre Costuras". Regressa depois a Lisboa, funda um coletivo de atores com Miguel Loureiro e outros, a 3/quartos.

Os bilhetes estão à venda no Welcome Center com o preço de 4€.

Sem comentários: