Sertã - António Victorino d'Almeida e Nádia Sousa revisitam a "História da Canção Francesa" - Circo Natureza

10/01/2019

Sertã - António Victorino d'Almeida e Nádia Sousa revisitam a "História da Canção Francesa"

A "Pequena História da Canção Francesa" é o título do concerto que junta em palco o Maestro António Victorino d'Almeida e a Solista Nádia Sousa, no dia 12 janeiro, às 21 horas, na Casa da Cultura da Sertã.

Ao longo de cerca de duas horas, o duo irá revisitar a música, vida e obra de grandes artistas franceses: Edith Piaf, Jaques Brel, Charles Aznavour, entre outros, numa "sintonia sublime envolta na magia própria da ambiência francófona", revelando pormenores de como foram compostos os temas. O concerto tem entrada livre.


Nascido em Lisboa a 21 de maio de 1940, António Victorino d'Almeida iniciou os estudos musicais aos seis anos e aos 13 iniciou a sua carreira de pianista. É compositor, escritor, realizador de cinema e de televisão, encenador, conferencista e comunicador. A sua vasta criação integra uma discografia de mais de 20 referências como compositor e três como pianista, um catálogo de compositor de mais de 130 opus (e 50 canções fora de catálogo), autoria de obras literárias, musicológicas e políticas, realização de célebres séries televisivas, documentários, longas metragens e programas radiofónicos, música original para teatro, cinema e televisão, vários títulos de dramaturgia operática e teatral e até participações como actor.

Nádia Sousa nasceu a 21 de agosto de 1978 em Bruxelas. Aos seis anos começou a frequentar aulas de Ballet e música. Aos nove anos veio morar para Portugal e aos 16 entrou no Conservatório de Faro, onde frequentou a classe de canto. Cantou árias clássicas, gospel e jazz e lançou dois singles. Aos 17 anos percorreu cidades portuguesas com espetáculos a solo de música portuguesa e francesa. Venceu a edição de 2000 do programa "Chuva de Estrelas" com o tema "La Vie en Rose" de Edith Piaf. É membro do projecto musical "Spelling Nadja".

Sem comentários: