Sertã - Algas na alimentação humana em debate nos "Cafés com Ciência"

"Algas na alimentação humana – dos gelados aos antivirais" é o tema da próxima edição de "Cafés com Ciência", que se realiza no dia 28 de agosto, no SerQ – Centro de Inovação e Competências da Sertã. A sessão, com início marcado para as 18 horas, será dinamizada por Leonel Pereira, do Centro de Ciências do Mar e do Ambiente da Universidade de Coimbra.


Na iniciativa, os participantes vão descobrir que algas da costa portuguesa podem ser utilizadas na alimentação e as receitas que com elas podem elaborar. Será também abordada a colheita e o cultivo de algas, assim como a sua utilização na indústria alimentar e na indústria farmacêutica.

Pobres em gorduras, as algas marinhas possuem polissacarídeos que se comportam, na sua grande maioria, como fibras sem valor calórico. As algas parecem ser, por isso, a melhor forma de corrigir as carências nutricionais da alimentação atual sentidas a nível mundial (nos países desenvolvidos, emergentes e/ou subdesenvolvidos), devido ao seu variado leque de constituintes essenciais — minerais (ferro e cálcio), proteínas (com todos os aminoácidos essenciais), vitaminas e fibras — nutrientes absolutamente necessários para o metabolismo primário humano.

Leonel Pereira é Licenciado em Biologia (ramo Científico) e Doutorado em Biologia (especialidade Biologia Celular), pela Faculdade de Ciência e Tecnologia da Universidade de Coimbra, onde é atualmente professor. É investigador no Centro de Ciências do Mar e do Ambiente. Autor de mais de 20 livros e capítulos de livros, é editor de quatro obras publicadas por editoras internacionais, e proferiu mais de uma centena de palestras e comunicações orais em diversos eventos científicos nacionais e internacionais.

Comentários