Sardoal - III Encontro Internacional de Piano junta pianistas de renome no Centro Cultural Gil Vicente - Circo Natureza

pub

27/06/2018

Sardoal - III Encontro Internacional de Piano junta pianistas de renome no Centro Cultural Gil Vicente


O Centro Cultural Gil Vicente vai ser palco do III Encontro Internacional de Piano de Sardoal, que decorrerá entre 29 de junho e 8 de julho.

A iniciativa, que nas edições anteriores se pautou por um elevado sucesso, volta a trazer ao Sardoal alguns dos melhores pianistas do mundo, dos quais se destaca Aquilles Delle Vigne, Adriano Jordão, Tomoko Kuronuma e o barítono Wolfgang Holzmair. 

Durante dez dias, estarão reunidos na Vila de Sardoal cerca de uma centena de participantes, entre alunos e professores, oriundos de 19 países, entre os quais Argentina, Áustria, Brasil, China, Espanha, Israel Japão, Portugal, Venezuela, alguns deles acolhidos em casa de famílias sardoalenses, à semelhança do sucedido no ano passado. 

Ao longo do Encontro, o som do piano ecoará pelas ruas da Vila de Sardoal, uma vez que algumas Capelas acolherão as aulas dos participantes. As provas do concurso decorrerão diariamente no auditório do Centro Cultural Gil Vicente, em diferentes horários e com entrada gratuita. O III Encontro Internacional de Piano é organizado pelo Município de Sardoal e pela Academia de Música “Aquiles Delle Vigne”.

Homenagem a António Fragoso no III Encontro Internacional de Piano de Sardoal 

Enquadrado no III Encontro Internacional de Piano de Sardoal, decorrerá no dia 6 de julho, pelas 21h30, no Centro Cultural Gil Vicente, uma Cerimónia Evocativa do Centenário da Morte de António Fragoso. 

A Cerimónia contará com uma apresentação a cargo da historiadora Maria Manuel Magalhães Carneiro, sobrinha-neta da pintora Maria Amélia Carneiro, amiga e contemporânea do músico, que retratou alguns dos locais mais importantes da vida de António Fragoso e cujas obras serão apresentadas durante a Cerimónia, que terminará com o Concerto “In Memoriam de António Fragoso”. 

António Fragoso foi um conceituado compositor e pianista que faleceu em 1918 com 21 anos, vítima da gripe pneumónica que nessa época se abateu sobre toda a Europa. Deixou mais de cem composições musicais de reconhecido valor, algumas delas escritas no período em que combateu na I Grande Guerra, e que nesse tempo já eram apreciadas nos centros musicais da Europa. As Comemorações Oficiais do Centenário da Morte de António Fragoso contam com o Alto Patrocínio de Sua Excelência o Presidente da República. 

Sem comentários: