Abrantes e Sardoal - Festival de Filosofia convida à reflexão crítica de 10 a 19 de novembro - Circo Natureza

pub

08/11/2017

Abrantes e Sardoal - Festival de Filosofia convida à reflexão crítica de 10 a 19 de novembro

Convocar os cidadãos à reflexão e a marcar posição sobre as problemáticas do mundo atual e incentivar e valorizar a reflexão crítica são os desafios do Festival de Filosofia de Abrantes que vai decorrer em Abrantes e em Sardoal, entre 10 e 19 de novembro. Dez dias para olhar, debater e refletir sobre um tema da maior atualidade: "O regresso da História: a crise da democracia e o autoritarismo, a religião e os radicalismos".

Pensadores e professores universitários, nacionais e internacionais, como André Freire, Anselmo Borges, Alexandre Honrado, Orlando Samões, António Filipe Pimentel, António Guerreiro, Christophe Bouillaud, Nuno Lemos Pires, Faranaz Keshavjee, Jean-Louis Schlegel, Khalid D. Jamal, Marco Oliveira, Rachid Ismael e Onésimo Teotónio Almeida abordarão temas emergentes do século XXI, como o tempo do regresso da História e da Ideologia, de novas contradições e novos focos de conflitualidade, ameaças e imprevisibilidades, de novas inseguranças e incertezas. Aos oradores convidados vão juntar-se pensadores locais como Alves Jana, António Leitão, Francisco Valente, João Gaio e Silva, José Manuel Heleno, Mário Pissarra e Nelson de Carvalho.

A entrada é livre em todos os painéis e não carece de inscrição prévia. A par dos painéis, o programa inclui a realização de uma peça de teatro, apontamentos musicais, uma feira do livro de filosofia, atividades nas escolas dos dois concelhos, intervenções de rua e a apresentação do prémio Jovem filósofo.

No quadro do Festival, a Câmara de Abrantes está a desafiar os jovens do concelho para participarem numa oratória livre, “OrAbrantes: pensar o futuro”, a realizar no Jardim da República, dia 15 de novembro, pelas 15h30.

Em comunicado, o Município de Abrantes refere que a "génese deste Festival de Filosofia, com características inéditas no país, partiu de um grupo de filósofos locais, organizados através do Clube de Filosofia de Abrantes, em estreita articulação com o Município de Abrantes, através da Biblioteca Municipal António Botto. Outros parceiros como a Associação de Desenvolvimento Cultural “Palha de Abrantes”, o Município de Sardoal e os Agrupamentos e Escolas dos dois concelhos abraçaram imediatamente esta organização."

Programa do Festival de Filosofia

Sexta-feira
10 de novembro

Auditório da Santa Casa da Misericórdia de Abrantes
17h30 – Cerimónia de Abertura

Cineteatro São Pedro - Abrantes
21h30 - Teatro: "O Diário de um Louco", de Nicolau Gogol, pela Companhia de Teatro do Ribatejo

Sábado
11 de novembro

Centro Cultural Gil Vicente- Sardoal
15h00 - Christophe Bouillaud
L'Union européenne peut-elle encore devenir une fédération démocratique?
Comentador: Nelson Carvalho

17h30 -Conferência com jovens pensadores
Os desafios do futuro
Comentador: João Gaio e Silva

21h30 -António Guerreiro
A democracia, esse tudo que é nada
Nuno Lemos Pires
O Logos e a Consciência Cultural na prevenção de conflitos

Domingo
12 de novembro

Edifício Pirâmide - Abrantes
15h00 - André Freire
O futuro da democracia liberal e representativa Comentador: José Rafael Nascimento

17h30 - Orlando Samões
Liberdade e Virtude contra Autoritarismos
Comentador: António Leitão

Terça-feira
14 de novembro

Edifício Pirâmide - Abrantes
21h30 - Apresentação do livro Contra a Democracia (Gradiva), de Jason Brennan, por Mário Pissarra

Quarta-feira
15 de novembro  


Jardim da República - Abrantes
16h30 – OrAbrantes: pensar o futuro
Oratória livre por jovens abrantinos
Inscrições em: servico.educativo@cm-abrantes.pt

Sr. Chiado – Praça Raimundo Soares
21h30 – Filme comentado: Amanhã, um documentário de Mélanie Laurent e Cyril Dion
Comentadores: Joelle e Júlio Henriques

Quinta-feira
16 de novembro

Edifício Pirâmide - Abrantes 
21h30 - António Filipe Pimentel 
História, memória e cultura da paz: o papel dos museus no mundo contemporâneo
Comentador: Francisco Valente

Sexta-feira
17 de novembro

Biblioteca Municipal António Botto - Abrantes 
21h00 -Recriação histórica - A arte sem nome: diálogos filosóficos, pelo Grupo de Teatro Palha de Abrantes, baseada na obra de Maria Helena da Rocha Pereira; Hélade: antologia da cultura gregae na obra de José Manuel Heleno; Dramas | Antero,Antígona e Mon Chéri - com foco em “Antígona” (Em versão abreviada para o terceiro milénio)

Sr. Chiado - Abrantes
22h00 - Recital de Anabela Duarte, acompanhada ao piano por Yan Mikirtoumov, no âmbito do programa "Goyescas", em homenagem a Francisco de Goya

Sábado
18 de novembro

Edifício Pirâmide - Abrantes 
10h00 - Faranaz Keshavjee
O problema das hegemonias religiosas na construção do sujeito democrático Comentador: José Alves Jana

15h00 - Jean-Louis Schlegel
Pourquoi la radicalité religieuse au début du XXI° siècle? Comentador: Mário Pissarra

17h30 - Khalid D. Jamal
O Islão no Séc. XXI: Quo Vadis?
Anselmo Borges
Francisco e o diálogo ecuménico e inter-religioso 

21h30 - Mesa redonda com Alexandre Honrado, Marco Oliveirae Rachid Ismael
Filosofia do impuro como matriz do diálogo
Domingo
19 de novembro 

Edifício Pirâmide - Abrantes
15h00 - Onésimo Teotónio Almeida
O regresso dos valores - ou que valores nos restam?

Sem comentários: