Vila Nova da Barquinha - Gil Heitor Cortesão expõe "Viagem à Sombra" na Galeria do Parque - Circo Natureza

pub

09/10/2017

Vila Nova da Barquinha - Gil Heitor Cortesão expõe "Viagem à Sombra" na Galeria do Parque

A "Viagem à Sombra", do artista Gil Heitor Cortesão, tem como destino a Galeria do Parque, em Vila Nova da Barquinha, ficando patente até 14 de janeiro de 2018.

A exposição de pintura é comissariada por João Pinharanda, no âmbito da parceria da Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha com a Fundação EDP para a programação artística do Parque de Escultura Contemporânea Almourol.

Gil Heitor Cortesão parte de imagens que encontra em revistas de arte e atualidade, em jornais, em livros de arte, arquitetura e design; modifica-as quando baste mas procede de modo a que com elas continuemos a manter uma relação de reconhecimento. Interessa-lhe fixar o momento que sem a imagem se perderia (os acontecimentos) ou insistir em imagens de longa duração (por exemplo, partindo de fotos de edifícios ou paisagens).

No conjunto de pinturas em exposição existe, como dominante, a representação de habitações, embora sem que nenhuma unidade se defina: encontram-se tendas dos nativos americanos, casas de arquitetura popular ocidental ou casas referenciáveis a grandes arquitetos modernos. Uma segunda dominante temática é a água; ou, mais genericamente ainda, a sinalização das catástrofes que abalam essas habitações – podendo ser imensas inundações mas também um fogo devastador. Finalmente, há um interior que se percebe ter, na origem, uma imagem de intenção evidentemente demonstrativa (publicitária) do design moderno e uma outra imagem de um sereno e vasto parque urbano.

De facto, do que se trata, nestas obras é de explorar alguns exemplos extremos: de apropriação cultural, de relação entre o homem e a paisagem humanizada; exemplos de controlo do mundo pelo homem ou da sua desregulação e perda de controlo. Ou seja, Gil Heitor Cortesão, tenta aproximar-se e aproximar-nos de algumas possibilidades/modalidades de habitar o mundo, demonstrando a precariedade de cada solução mas também a persistência do trabalho do pintor e de quem vê.

Gil Heitor Cortesão nasceu em Lisboa em 1967, onde vive e trabalha. Concluiu a Licenciatura em Artes Plásticas-Pintura na FBAUL, em Lisboa, em 1990.

Já apresentou as suas obras em várias exposições individuais e coletivas em Portugal, Espanha, Dubai, França, Suíça, Brasil, Reino Unido, Luxemburgo, Itália, Alemanha e Estados Unidos. As suas obras estão presentes em diversas coleções: Fundação ARCO, Madrid; CAM/JAP, Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa; EDP – Eletricidade de Portugal, Lisboa; Coleção Fundação de Serralves, Porto; Coleção António Cachola, Campo Maior; Coleção Associação Industrial Portuguesa, Lisboa; Coleção Fundação Ilídio Pinho, Porto; Coleção PLMJ, Lisboa; Museu da Cidade, Lisboa; Musée d’Art Moderne Grand-Duc Jean, Mudam Luxemburgo; Colección Navacerrada, Espanha; Fundación Barrié, Corunha.

"Viagem à Sombra" pode ser visitada na Galeria do Parque, de quarta a sexta-feira, das 11h00 às 13h00 e das 15h00 às 18h00, e ao sábado e domingo, entre as 15h00 e as 18h00. A entrada é gratuita.

Sem comentários: