Cem Soldos - Duelo musical entre Médio Tejo e Barreiro no Festival Por Estas Bandas


A 6.ª edição do Festival Por Estas Bandas chega a Cem Soldos, em Tomar, nos dias 22 e 23 abril, num duelo entre duas das regiões mais criativas do país. Mas nem só de concertos vive o festival: há exposições, workshops e debates.

Cem Soldos assume-se como ponto de encontro e palco privilegiado para a produção musical independente portuguesa e, a par das edições anteriores do festival, cria um duelo: num dos lados do ‘ringue’ estarão bandas da região do Barreiro; e do outro lado, do Médio Tejo.

O duelo musical de duas regiões 

A abrir as hostes, ao final da tarde de sábado, 22 abril, os Just Under jogam em casa, num showcase intimista, com apresentação de novos temas. Mais tarde, a abrir o duelo entre as duas regiões, “Os Polegar” sobem ao palco Médio Tejo às 22h00 e os “The Act-Ups” no palco Barreiro, às 22h45. A luta continua acesa pela noite dentro com “FEL”, no palco Médio Tejo, às 23h30. A resposta do palco Barreiro não se faz tardar e, às 00h15, os “The Dirty Coal Train” irão dar tudo por tudo para ficar por cima do duelo. Mas, os “Kwantta" não vão deixar o palco Médio Tejo esmorecer e vão com tudo para cima de palco, à 1h15. No final, e para terminar o duelo da melhor maneira, a noite será animada com uns belos pés de dança por parte do Dj set “PartyFiesta”. 

O domingo está reservado para o último apontamento musical desta edição do Por Estas Bandas. Os Lodo fecham o Festival com um showcase de improviso, em jeito de ensaio aberto ao público. 

Programa cultural paralelo 

No que diz respeito à programação cultural, o realizador e músico dos We Trust, André Tentugal, abre as hostes no Auditório com a masterclass "A Imagem da Música", seguido pelo diretor musical do grupo Retimbrar, António Serginho, com o workshop "Criação Musical Coletiva", no dia seguinte.

Já nas conferências, destaque para a conversa "Agenciamento e Imagem", moderada por Tiago Ribeiro, com a participação de Nick Suave, Vera Marmelo e João Vaz Silva, assim como para o painel de "Bandas e o Processo Criativo", com a moderação de Luís Oliveira e composto por João Vieira, Francisco Rebelo e Noiserv. Ao longo do festival estará ainda em exibição a exposição "Operação/Emboscada", da autoria do artista tomarense Sandro Ferreira.

Comentários