Minde, Alcanena e Torres Novas recebem o festival Materiais Diversos de 15 a 24 de setembro


O festival Materiais Diversos (fMD) começa na quinta-feira, dia 15 de setembro, levando, até dia 24, uma dezena de espetáculos de dança, teatro e música a palcos de Minde, Alcanena e Torres Novas, num programa que conta com cinco estreias.

Os espectáculos do Materiais Diversos põem as artes em confronto entre si e incidem sobre a sua relação com o ser humano. É o caso de "Bandorganismo – Dança para Músicos", da coreógrafa Clara Andermatt, com a Banda Filarmónica da Sociedade Musical Mindense, que abre o festival no dia 15 de setembro, no Cineteatro São Pedro, em Alcanena.

No dia 16 de setembro, o espectáculo da encenadora e atriz Raquel André, "Colecção de Amantes", parte da marcação de encontros com desconhecidos para, durante uma hora, tentar criar intimidade suficiente que resulte numa fotografia. Num segundo momento, Raquel recorda os encontros através da performance com as fotografias. "Colecção de Amantes" tem lugar na Fábrica de Cultura, em Minde, pelas 21h30.

O colectivo de artistas italiano Zimmer Frei apresenta, nos dias 17 e 18, na Praça do Peixe, em Torres Novas (18h30), "Family Affairs", que está a percorrer a Europa e escolheu Portugal como o quinto de oito países. É um momento de diálogo entre as linguagens artísticas que assenta na dessincronização entre som e imagem, e um convite a pensar as mudanças na sociedade ao longo dos tempos através do microcosmos doméstico.

Filipa Francisco estreia o seu novo "Projecto Espiões”, no dia 17, no Teatro Virgínia, em Torres Novas. O projeto aborda a relação entre as artes performativas e a construção e transmissão da memória cultural, a partir do universo da artista.

No dia 22, no Teatro Virgínia, Catarina Miranda apresenta o espetáculo de dança “Boca Muralha”, última peça de uma trilogia que aborda o exercício da violência e do poder, e que entra no território jurídico da lei e do castigo.

Mapa da programação completa do festival
No sábado, dia 23, a Fábrica de Cultura de Minde recebe a peça de teatro “Habras de ir a la guerra que empieza hoy”, de Pablo Fidalgo Lareo.

O último dia do festival está reservado para a estreia nacional do espetáculo de dança “La Esclava”, um trabalho sobre a identidade feminina das coreógrafas Ayelen Parolin e Lisi Estaràs.

Além destes e de outros espectáculos, o festival Materiais Diversos promove uma escola artística de Verão, a Comunidade Artística Emergente, dirigida a estudantes, artistas e investigadores, que vai acolher dois laboratórios de criação, com o coreógrafo brasileiro Marcelo Evelin e o grupo Sintoma, e uma mesa redonda que visa discutir a formação de artistas na actualidade, a relação entre linguagens e a colaboração entre escolas superiores artísticas. Haverá ainda aulas teóricas ou práticas todos os dias, e sessões de DJ promovidas em colaboração com o festival Bons Sons.

Nascido em Minde em 2009, o Materiais Diversos pretende sensibilizar a população local para as artes performativas.

Informações úteis:

Bilhetes
6€ bilhete normal
3€ bilhete desconto - < 18, > 65, estudantes e pessoas com mobilidade reduzida. Descontos não acumuláveis.
4€ bilhete grupos - 5 ou + pessoas
30€ passe total – 9 espectáculos

Entrada livre:  Outros trabalhos, Aulas Diárias, Noites Longas, Family affair, Lecture For Every One, Sintomas Diversos.

Comentários