Santarém - Teatro Sá da Bandeira apresenta ciclo "criação & linguagem"


O Teatro Sá da Bandeira, em Santarém, vai ser palco da 1ª edição do ciclo "criação & linguagem", um projeto que visa criar uma plataforma que reúna artistas e pensadores, e que proporcione um cruzamento entre as mais diversas áreas da criação artística.

Entre os dias 7 e 14 de novembro, vão passar por Santarém o historiador e cronista do jornal "Público" Rui Tavares, o professor e crítico de arte Celso Martins, o autor e dramaturgo Rui Catalão, o sociólogo João Pedro George, a cineasta e performer Joana Sousa, e o artista plástico Fernando Brito.

Cada um destes nomes foi desafiado a convidar alguém com quem gostasse de conversar, debater, discutir ou travar um duelo, tendo resultado seis conversas: Rui Tavares conversará com Ricardo Araújo Pereira sobre "O Bom Soldado Schveik", de Jaroslav Hasek, ao passo que Rui Catalão falará com Carlos Oliveira sobre memória e teatro. Celso Martins e Luís Miguel Oliveira, crítico de cinema no "Público", conversarão sobre as linguagens da crítica, tendo João Pedro George convidado a escritora Luísa Costa Gomes para uma conversa sobre o humor. Já Joana Sousa apresentará o cineasta brasileiro Leonardo Mouramateus e a sua obra, convidando o produtor Miguel Ribeiro para uma conversa a três, e, por fim, Fernando Brito irá conversar sobre arte com o artista plástico e músico Manuel João Vieira.

As conversas vão decorrer nos dias 7 e 8 de novembro, a partir das 15 horas.

Como extensão das conversas, a organização pediu ainda uma proposta para a agenda cultural da semana a cada um dos convidados, das quais resultou a restante programação do ciclo.
No dia 7, Rui Catalão apresenta, em estreia absoluta, o espetáculo de teatro "Sobre Trabalho Precário", seguindo-se no dia 11, em parceria com o Cineclube de Santarém, a exibição do filme "The King of Comedy", de Martin Scorsese, proposto por Luísa Costa Gomes e João Pedro George.

No dia 12, Fernando Brito e Manuel João Vieira apresentam "Leitura", uma performance inédita, seguindo-se, no dia 13, a exibição de "Sayat Nova", Sergei Parajanov, sob proposta de Celso Martins e Luís Miguel Oliveira.

No dia 14, o ciclo encerra com a apresentação de duas curtas-metragens de Leonardo Mouramateus, "O Completo Estranho" e "Lição de Esqui".

Ao longo da semana, vai também estar patente ao público uma exposição com as ilustrações do livro "O Bom Soldado Schveik", concretizando a proposta de Rui Tavares e Ricardo Araújo Pereira.

No dia 14, há ainda uma conversa com o público, em tom de balanço.


Comentários