i revela exemplares vendidos

Jornal i revelou as suas vendas diárias na edição número 100. Assim, no primeiro mês de vida do jornal (Maio) venderam-se 10 900 exemplares. Já no mês seguinte o i conseguiu vender 7200 exemplares e em Julho vendeu 7400 em banca e 5300 em vendas em bloco. Em Agosto as vendas subiram (quem sabe se por culpa das entrevistas diárias de Laurinda Alves) para 9100.

Martim Avillez referiu em entrevista que o i tem de vender 12 mil exemplares, "é isso que achamos quer valemos", disse.

É desmotivador que um jornal tão completo tenha este número de vendas. tão baixo. O i é um jornal recente e quero acreditar que os portugueses ainda o estão a descobrir. Este jornal é muito mais que um Correio da Manhã, que um Público ou Diário de Notícias. É um jornal que não merece estar neste Portugal retrógrada e parado no tempo. O i é um jornal à frente do seu tempo.
Capa do 1º número do i

Comentários